Música e Dança

Rui Veloso em Maputo

O compositor e intérprete português, Rui Veloso, vai actuar quinta-feira e sábado próximo, na cidade de Maputo, em shows enquadrados no programa do Verão Amarelo, promovido anualmente pela mcel-Moçambique Celular, e que é caracterizado por muitas novidades culturais e desportivas, para além de promoções, entre outras actividades. Rui Veloso, que vai actuar pela quinta vez em Moçambique, faz-se acompanhar pela sua banda, que actualmente conta com alguns membros novos, promete dar dois concertos “acústicos, inéditos e de muita qualidade, caracterizados por um ambiente de amizade e interacção entre os músicos que estiverem em palco e o público”.
 
Rui Veloso falando a jornalistas na conferencia de imprensa
FaceBook  Twitter  

Graffiti e concerto

Graffiti em rítmo, arte e poesia urbana. "Freedom in Africa" é um projeto que visa promover a música e o graffiti feito por Shot B. Esta quinta feira a partir da 16 horas (garffiti) e 19 horas (concerto) no CCFM. Foram até agora gravados 4 álbuns: “Freedom in Africa”, vols 1, 2 e 3; Shot B cidade do sol. Nesta 5ª Toca especial,poderemos ver o grafiteiro em ação e ouvir um pouco de cada um destes álbuns com principal destaque para o "Freedom in Africa vol 2".

shot b

FaceBook  Twitter  

Dança "Ele-Ela"

Espectáculo de dança ELE - ELA, de Macário Tomé. Esta quinta, dia 29, pelas 19 horas no CCFM. “Ele-Ela” narra a história de dois homens africanos em busca da sua identidade. Eles seguem os caminhos ditados pela sociedade, que lhes impõe tornarem-se homem ou mulher, obrigados a enfrentar os mistérios da tradição. O momento de dança ganha forma no espaço partilhado entre os dois corpos, enunciando significados e intenções que variam entre o humor, a sensualidade e a provocação, através da cadência do sapateado e da linguagem implícita em torno dos adereços e vestuário.

ele e ela

FaceBook  Twitter  

Childo Tomaz ao vivo

Childo Tomás subirá amanhã à noite, ao palco do CCFM. Uma viagem sobre a música tradicional e popular de África, especialmente, de Moçambique. Ele partilhou essa experiência com os inúmeros músicos com quem tocou: Pee Wee Ellis, Omar Sosa, Mark Gilmore, Júlio Barreto, Dafer Jousef, Jack Moralembau, Miguel "Anga" Diaz, Salif Keita, John Santos, David Gilmore... Childo Tomás toca também m'bira, xivocovoco, xigovia, e utiliza sua voz em línguas diferentes como um instrumento. N'Tuwananu é uma fusão engenhosa de música tradicional de África, Europa e América.

childo

FaceBook  Twitter  

Moticoma no CCFM

Hoje, dia 16, no CCFM, pelas 20:30 horas poderá assistir à actuação dos Moticoma, uma é uma banda tradicional moçambicana formada por nove jovens em 2001. A banda utiliza instrumentos como mbira, timbila, tambores, djum djum, djembe, em fusão com instrumentos modernos, como batería e baixo. O objetivo principal do grupo é a troca de experiências com membros de diferentes grupos e a preservação dos ritmos e instrumentos tradicionais moçambicanos.

moticoma

FaceBook  Twitter